Não passe embaixo dessa escada, pois dá má sorte. Cuidado com esse espelho! Se você quebrá-lo, terá sete anos de azar. Frases como estas soam familiares, não?!

A origem dessas (e de muitas outras) superstições está na visão mágica, sobrenatural que se tem mundo. Segundo o folclorista Luís da Câmara Cascudo, as crendices populares "participam da própria essência intelectual humana e não há momento na história do mundo sem a sua inevitável presença.”

Por sua origem popular, as superstições também fazem parte do Folclore, comemorado todo dia 22 de agosto. E para celebrar o mês da sabedoria popular, oUOL reuniu 13 superstições famosas no Brasil.

Superstições mais populares

 

 

  •  
  • Freeimages
    A visita chata vai embora se uma vassoura for colocada atrás da porta
  • Paulo Bau/UOL
    Se uma visita abrir a porta ao sair -- em vez de o anfitrião --, ela não volta
  • Freeimages
    Dizem que passar embaixo de uma escada traz má sorte -- e é perigoso!
  • Freeimages
    Toc, toc, toc: acredita-se que bater na madeira três vezes espanta o azar
  • Divulgação
    Plantas poderosas, arruda e espada de São Jorge afastariam mau olhado
  • ESO
    Faça um pedido para uma estrela cadente e ele vai se realizar
  • Matthias Hiekel/AFP
    Quando aparecem, joaninhas e borboletas seriam sinais de boa sorte
  • Thinkstock
  • Folclore

    A data 22 de agosto marca o dia em que a palavra Folclore foi usada pela primeira vez, em um artigo do arqueólogo William John Thoms para o jornal londrino "O Ateneu", em 1846.  O termo tem origem saxônica: "folk" significa "povo" e "lore" significa "saber". No Brasil, a palavra adaptada tornou-se "folclore" e passou a representar a sabedoria popular. 

    Fonte: UOL

    Deixe um comentário