.

Sabemos que cada ser vivo está bem adaptado ao local em que vive. Vamos pensar em uma hiena. Ela vive na savana africana e lá se alimenta de gazelas e gnus, mas também se alimenta de carniça. São animais extremamente violentos e perigosos em bandos e são as grandes rivais dos leões na savana, sofrendo inclusive ataques desses animais.

A breve descrição acima fala sobre o habitat e o nicho ecológico da hiena. Mas, afinal, o que é habitat e o que é nicho ecológico?

Chamamos de habitat o local em que um organismo vive, o ambiente onde ele se encontra. No caso da hiena, seu habitat é a savana africana, um local que possui uma estação seca bem definida.

Quando falamos em nicho ecológico, estamos descrevendo o modo de vida de um ser vivo, suas relações com o ambiente, sua alimentação, seu tipo de reprodução, seus hábitos, seus predadores naturais, suas estratégias para sobrevivência, sua forma de predar etc. Resumindo, o nicho pode ser definido como o papel ecológico de uma espécie em determinada comunidade.

Ao falarmos da hiena, sobre sua alimentação e sua rivalidade com leões, estamos falando do seu nicho.

Vamos pensar em outro exemplo: a tartaruga-verde. Esse animal vive normalmente em águas costeiras e com grande quantidade de vegetação. Ela apresenta uma característica peculiar quando o assunto é alimentação. A tartaruga-verde é onívora quando filhote, entretanto, quando atinge mais de 25 cm de casco, ela torna-se basicamente herbívora. Elas procuram botar seus ovos principalmente em ilhas oceânicas.

A partir da descrição acima é possível perceber que o habitat da tartaruga-verde é as águas costeiras com vegetação. Já o nicho ecológico é o seu modo de vida, que inclui sua alimentação peculiar e sua desova, por exemplo.

Muitos autores gostam de resumir esses conceitos da seguinte forma: o habitat é o endereço de um ser vivo, enquanto o nicho é a sua profissão.

Com informações do mundoeducacao.com

Deixe um comentário